Browsing Category

publieditorial

publieditorial

Como organizar um Chá de Lingerie

O Chá de Lingerie caiu no gosto das noivas ansiosas por um momento especial com as amigas e madrinhas, e muitas substituem o tradicional Chá de Cozinha (onde a noiva ganha utensílios para o lar) pela festinha exclusivamente feminina, com presentes dedicados ao enxoval de roupas íntimas.
A ideia é tentadora? Vem ver as dicas pra fazer bonito:
 
Local: a escolha do local vai interferir diretamente no clima do evento. Por exemplo: quer algo apimentado? Faça em um sex shop. Quer mais intimista? Faça em casa. Hoje em dia, há inúmeras lojas que oferecem atrativos para quem opte realizar o evento na sua unidade. Uma boa pedida é fazer no local onde a lista de presentes foi cadastrada, assim as convidadas vão até a loja e só tem o trabalho de escolher a peça; depois é só voltar no dia do Chá para a farra.
Cardápio: finger foods, aqueles petiscos que dá pra comer com a mão, sem garfos, sem burocracia, é o ideal. E já que estamos na onda light, aposte em sanduíches de metro saudáveis, com recheios naturais, espetinhos de salada caprese (tomate cereja, mussarela de búfala e folha de manjericão) e mix de castanhas distribuídas em potinhos. A praticidade é a palavra de ordem e as mãos precisam estar livres rapidamente para as convidadas se sentirem a vontade para interação nas brincadeiras. Na parte de doces, invista em tradições práticas como brigadeiro e beijinho para agradar geral.
Bebidas: caprichar neste ponto é item obrigatório! A bebida servida na temperatura exata proporciona uma noite de risadas. Não esqueça que, além da cervejinha gelada, sucos também precisam estar presentes no cardápio (a era light imperando!) para garantir que todas estarão com a sede em dia. Drinks são bem-vindos, principalmente os docinhos, e dão o tom de glamour que a noite pede. Um bom frisante arremeta os corações em polvorosa e provoca sentimento de diva em qualquer mulher! HAHAHAHA é sério, isso! É instantâneo!
Decoração: as cores típicas são rosa e vermelho, mas sofrem variações de acordo com o gosto da noiva. Como estamos falando de lingerie, a sensualidade prevalece e as cores são mescladas com o preto, criando um ambiente de luxo. Há quem siga a tendência do animal print, apostando na estampa de oncinha, uma febre atual. Bexigas de coração, plumas, laços de cetim e rendas harmonizam o local e aproximam as convidadas para o clima proposto. Não tenha medo de caprichar nos itens mulherzinha, aqui você pode ser mulherzinha!
Atrações: a interação entre as convidadas aumenta quando há algo em comum, como olhos voltados para um sexóloga dando dicas para apimentar a relação. Ensinar as funções de produtos sensuais é outra opção que chama muito a atenção e anima a mulherada, causando risinhos soltos. E ainda há as noivas mais ousadas que contratam um dançarino (um gogo boy, vamos falar o termo certo, né?) para dancinhas sensuais e causar um furor danado nas meninas. Noivos surtando… (maldade do dia)
Lista de presentes: a noiva deve ficar atenta para compor uma lista diversificada, que tem variação de itens básicos à peças elaboradas. E esta escolha interfere diretamente nos valores dos presentes e mexe com o bolso da convidada, que pode adaptar o orçamento conforme os valores estabelecidos.
Sugestão de lista de presentes para Chá de Lingerie:
6 soutiens / 12 calcinhas / 1 pijama comprido / 1 pijama curto de algodão

Continue Lendo

publieditorial

Cerveja artesanal combina com que?

No país do samba, futebol e cerveja, onde grande parte da população simplesmente AMA um happy hour, o consumo de cerveja artesanal está cada vez mais ganhando novos adeptos.
Degustar uma cerveja artesanal é como degustar um vinho. Em termos leigos, não é só beber; precisa observar a cor, apreciar o aroma, a textura, além de escolher o prato para harmonização perfeita.
Parece frescura? Pois sabia que tem muita gente abandonando as cervejas mainstream (aquelas que a gente leva no churrasco) e se inserindo cada vez mais no mantra “beba menos, beba melhor”.  Há ainda pessoas que não gostam de cerveja, mas ao experimentar uma cerveja artesanal, tem a opinião reformulada e se torna um consumidor assíduo.
Não sou nenhuma especialista em cerveja, longe de mim achar que sou. Este cargo eu deixo pra bonita Bia Amorim, sommelier famosa aqui em Ribeirão Preto, que iniciou sua paixão pelas brejas lá na Cervejaria Colorado, nossa queridinha da cidade!
Quando comecei a apreciar cervejas artesanais, sabia pouquíssimo (quase nada) sobre este universo saboroso. Errei nas escolhas, odiei algumas, amei outras e fui pesquisando sobre como beber melhor. 
Daí que eu aprendi uma coisa: o acompanhamento da cerveja é tudo, minha gente.
Sorvete com bolo combina, não é? Então preciso combinar a cerveja com o prato certo.
Existem mais de 120 tipos de cervejas artesanais, mas para salvar sua vida vamos explorar as mais consumidas pelos brasileiros, as mais fáceis de encontrar.
Bora lá?
Pilsen
Família: Lagers (baixa fermentação)
Características: tons marcantes de lúpulo, como aroma floral e amargor.
Sabor: acentuado no malte (lembra pão e biscoito tostado).
Cor: varia de amarelo claro ao dourado escuro.
Harmonize com: queijo brie, aperitivos, aperitivos, carnes vermelhas, defumados e pratos orientais.
Bock
Família: Lagers (baixa fermentação)
Características: o lúpulo equilibra a doçura do malte
Sabor: notas de caramelo
Cor: varia do cobre à marrom escuro.
Harmonize com: salsichas, pretzels e mostarda.
Bitter Ale
Família: Ales (Alta fermentação)
Características: tipicamente inglesas
Sabor: grande presença de malte, lúpulo e, em algumas ocasiões, frutado.
Cor: varia do amarelo claro ao cobre escuro
Harmonize com: pratos leves, como saladas, aves ou peixes
India Pale Ale
Família: Ales (alta fermentação)
Características: alto teor de lúpulo
Sabor: lúpulo e malte em evidência e teor alcoólico mais elevado
Cor: varia entre âmbar claro e cobre escuro
Harmonize com: Bem queijo roquefort e carnes fortes, como carneiro e porco.
Stout
Família: Ale (alta fermentação)
Características: tem o torrado como marca registrada
Sabor: secas, doces, alcoólicas e encorpadas
Cor: escura
Harmonize com: queijo parmesão, ostras, mariscos, crustáceos e chocolate.
WeissBier
Família: Ales (alta fermentação)
Características: tem aroma que lembra cravo ou banana
Sabor: doce, cítrico, banana, cravo, baunilha
Cor: amarelo claro ao dourado escuro
Harmonize com: queijos de cabra, frios, defumados, pratos alemães e apertivos.

Este post é oferecido pelo Sr. Lúpulo, um empório de Franca pra lá de bacanudo que oferece cervejas do mundo todo.
Conheça mais em: https://www.facebook.com/srlupulorocks
publieditorial

As 5 mil plaquinhas – Temperos do Brasil

foto: Luciana Stabile
Gente linda do meu Brasil, olha só quem voltou: Giraffas e os Temperos do Brasil!
Lembra que no outro post eu avisei que teríamos outro tempero todo especial?
E com toda particularidade e paciência expressas em um senhor de 74 anos, estamos falando de um tempero que está presente em todo canto de Ribeirão Preto: o senhor Nelson, este bonitão aí da foto, que já produziu mais de 5 mil plaquinhas.
Quer saber como começou a saga do Sr. Nelson? É só conferir a entrevista e os pontos por onde ele marca sua presença: (link)
Na página do Giraffas, você ainda consegue conferir o trabalho de outros blogueiros que exploraram suas cidades em busca do Tempero Perfeito.
Corre lá e conheça os cantinhos especiais do nosso Brasil!
Por aí, publieditorial

Giraffas a procura do Tempero Perfeito – com blogueiros do Brasil

As giraffinhas mais lindas do mundo convidaram 12 blogueiros do país para desvendarem os temperos especiais de suas cidades. Para representar Ribeirão Preto, o Giraffas escolheu o Bendito Papel para explorar o que há de melhor por aqui!

O primeiro tempero escolhido é o João Naccarato, artista independente que colore as ruas e está presente em vários pontos de Ribeirão.
O João me mostrou algumas aplicações de stencil, técnica que ele utiliza em suas intervenções e ensina nas oficinas voluntárias. No vídeo, você também poderá conferir algumas das muitas artes do João.

Vambora? Então clique AQUI, e escolha o estado SP para ver a entrevista.

Fica de olho porque ainda teremos mais 1 supertempero de Ribeirão.
Quem arrisca o próximo?