Casa

Disco na parede: 10 capas minimalistas para usar na decoração

O disco vinil perdeu força de venda na década de 1990, quando o CD virou preferência nas casas dos ouvintes, trazendo grandes vantagens, como a qualidade do som, a facilidade em transporte, capacidade de armazenamento, etc. Só que não tem o charme delicioso de um encarte grandão e nem o cheiro característico (sim, o cheiro!). A peça tem tantos fãs que cada vez tem voltado do mundo das tecnologias mortas e ressurge com louvor nos lançamentos de grandes artistas, como a cantora teen Taylor Swift que teve seu vinil como o mais vendido em 2015. Veja bem, ela vende para a geração iPod, a geração que ouve música em nuvem, que não teve a cultura da agulha riscando o disco, sujando a capa. Possivelmente uma geração que suspira com algo que desperta meu interesse: a arte das capas. E algumas são tão lindas e diferentonas que acabam se tornando, literalmente, uma obra de arte.

Ao invés de quadros, dá pra colocar essas belezinhas na parede e deixar a casa mais modernosa e cheia de personalidade. Mas calma, minha gente, não precisa estragar, rasgar ou furar o álbum tão idolatrado! A ideia aqui é aproveitar das imagens maravilhosas, então vale uma cópia em alta resolução e, aí sim, emoldurar. Ou então, usar os originais acomodados numa prateleira para quadros.

Dá pra comprar pela internet ou em sebos. Aqui em Ribeirão, tem uma loja só de vinil com acervo enorme. Ainda dá pra descolar um na Feira de Discos de Vinil, inclusive tem uma acontecendo amanhã, dia 12, lá na Feira do Canto.
Como eu amo a pegada mais minimalista, selecionei 10 capas neste estilo.

1- St. Anger – Metallica – 2003
St. Anger é o 8º álbum da banda, lançado em junho de 2003, considerado o “mais agressivo” de toda a carreira da banda.

2- Duals – U2 – 2011
Duals é uma coletânea musical lançada em fevereiro de 2011, voltado apenas exclusicamente aos fãs e assinantes do site oficial, U2.com.

3- Dark Side of the Moon – Pink Floyd – 1973
Lançado em março de 1973, o disco marca uma nova fase no som da banda, com letras mais pessoais e instrumentais menores.

4- Hot Space – Queen – 1982
O álbum marca uma notável mudança da direção de seus trabalhos anteriores, a banda empregou muitos elementos de música disco, música pop, R&B e dance music no álbum.

5- Duas de Cinco – Criolo – 2014
Em plena era do armazenamento virtual, o cantor lança edição especial de 500 cópias do single “Duas de cinco” no formato vinil dez polegadas, celebrando o Record Store Day.

6- Efêmera – Tulipa Ruiz – 2010
Álbum de estreia da compositora, lançado em junho de 2010, e capa ilustrada por vários artistas amigos da cantora.

7- Lightning Bolt – Pearl Jam – 2013
Álbum mais recente da banda com gravuras do artista Don Pendleton.

8- The Velvet Underground & Nico – The Velvet Underground – 1967
Estreia da banda com produção do artista pop Andy Warhol, que também produziu a famosa capa.

9- Flashpoint – The Rolling Stones – 1991
Gravado ao vivo durante as turnês mundiais Steel Wheels Tour e Urban Jungle Tour.

10- With the Beatles – The Beatlhes – 1963
Não tão minimalista assim, o álbum está na lista porque tem a capa mais discreta da discografia da banda, e Beatles não podia faltar. 😉

Previous Post Next Post

You Might Also Like

1 Comentário

  • Reply Linux VPS 10 de maio de 2016 at 12:13

    Acervos de discos e CDs podem ocupar muito espaco, mas, se bem arrumados, ajudam ate a incrementar a decoracao da casa

  • Deixe seu comentário